Dia 03 de agosto, dia do CAPOEIRISTA

Dia 03 de agosto, dia do CAPOEIRISTA, mas não foi outro dia?

Apesar de existirem projetos de lei em tramitação no Congresso Nacional, a data ainda não é nacionalizada. A escolha de dia 03 de agosto é uma homenagem a criação da Lei nº 4.649, de 1985, do governo do estado de São Paulo, que instituiu oficialmente esta data como comemoração a todos os capoeiristas. Porém, se pesquisarmos um pouco mais, nos deparamos com Leis semelhantes promulgadas em outros estados e municípios brasileiros, celebrando a data em diferentes dias do calendário.
Em Florianópolis, o dia da Capoeira é comemorado dia 01 de agosto, dois dias atrás, segundo a Lei Estadual nº 3.778 de 15/03/02. Ainda neste mês, em Porto Alegre, outras Leis Municipais (Lei Municipal nº 9.470 de 19/05/04 e a Lei Municipal 8.940 de 08/07/02) instituíram a Semana Nacional de Capoeira do dia 1 a 7 de agosto. No Ceará, o dia da Capoeira coincide com o dia de Zumbi, em 20 de novembro, sendo a data estabelecida pela Lei Estadual nº 14.925 de 24 de maio de 2011.  Ou um pouco mais a frente, foi decretado o dia 23 de novembro (Lei Estadual nº 3.778 de 15/03/02) para comemorar o dia da Capoeira no Rio de Janeiro. Ainda temos a data de 15 de julho, dia em que o Iphan registrou a capoeira como patrimônio cultural brasileiro, em 2008, para considerar esta sim, como a data nacional.
A despeito de tantas datas, leis e decretos, comemoremos mais este dia! Comemoremos cada conquista! Mas o capoeirista sabe que Capoeira se celebra todo dia. E celebramos através do espírito de luta e liberdade que veio das senzalas, dos quilombos, até os dias de hoje.  Capoeira é resistência e resistência é conquista diária. Capoeira é dia a dia, em todo treino, em toda roda que se forma, em todo jogo que se joga. 

Texto: Conchinha
Imagem ilustrativa publicada por 
Angelo Augusto Decanio Filho em Portal Capoeira.